---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

agricultura
Colheita de uva em Celso Ramos inicia com quebra na produção

Publicado em 10/01/2020 às 14:47 - Atualizado em 10/01/2020 às 14:47

Colheita de uva em Celso Ramos inicia com quebra na produção Baixar Imagem

Os danos provocados na agricultura em Celso Ramos devido à estiagem são significativos. Com 22 dois dias sem chuvas e temperaturas elevadas, culturas como a uva, moranga cabotiá, fumo e milho, registram perdas expressivas.
A Secretaria Municipal de Agricultura tem feito o acompanhado e informou nesta quinta-feira, 09 de dezembro, que na cultura da uva a média de perda é de 40%, podendo chegar a 70% em algumas áreas. Com um plantio aproximado de 42 hectares, há grande preocupação com os prejuízos.


No Sítio Bonamigo, de propriedade de Ronaldo Carlos Bonamigo na Comunidade de Nossa Senhora do Caravaggio, com uma plantação de 4,6 hectares, as perdas são estimadas em 60% pelo produtor, 30% na brotação e 30% na produção. O produtor decidiu antecipar a colheita, a fim de evitar mais prejuízos em função da falta de chuva.
O produtor trabalha há 12 anos com o cultivo da fruta e se diz impressionado com as perdas registradas nesta safra. A média tem sido de 11 a 12 toneladas por hectare, enquanto que em outras safras, este número ficava entre 20 a 22 toneladas por hectare.


A variedade predominante na produção de Celso Ramos é a bordô e a comercialização se dá principalmente para o município de Pinheiro Preto. No cultivo da moranga, as maiores perdas são nas áreas plantadas no cedo. Milho e fumo os danos mais expressivos são verificados nas áreas plantadas no tarde. A Administração Municipal já decretou situação de emergência em Celso Ramos devido às perdas com a estiagem.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar